"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...

Ou toca, ou não toca." (Clarice Lispector)
"Eu me recuso a ser sócio de qualquer clube que me aceite como sócio." (Grouxo Marx)
"Repara bem no que não digo." (Leminski)
"Meu epitáfio será: Nunca foi um bom exemplo, mas era gente boa" (Rita Lee)

I am not but I am

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
essa metamorfose ambulante...

sábado, 30 de maio de 2009

True Love ?


Tem gente que tem um Amor apenas, em toda a sua vida, e tem gente que tem mais de um... ou pensa que teve (?).
Eu tive mais de um, mas será que todos foram mesmo Amor de verdade ? Bom, eu não sei dizer... porém, de certo modo, pensar sobre isso fez com que me ocorresse algo que antes não me havia ocorrido:
Será que não basta o Amor, mas sim o tipo de Amor específico para tal pessoa ? Quero dizer, será que cada um de nós tem um tipo de Amor ? O Amor "sadío e consiliável" e o Amor "não-tão sadío e inconsiliável" (?)... o Amor não-tão sadío, seria aquele Amor em que sempre há o sacrifício iminente de uma das partes xP Mas isso existe ? Nenhum Amor é igual, mas tem mesmo dessas classificações ? Ou eu quero simplesmente uma desculpa para dar aos meus... "amores" (?) péssimament&mau-sucedidos ? Voltando, mas e se o meu tipo específico de Amor for o não-tão sadío ? Como eu fico ? Até quando eu vou sofrer com isso, com mais quantas pessoas ? Vou acabar me traumatizando e virando assexuada, isso sim U_U
Eu não quero vários amores, eu quero alguém que me faça o mesmo que eu faço a ela, que me compreenda, sei lá... desde que não me troque, abandone, etc etc e tal, do dia p/ noite. ENFIM,


é agora que a minha criatividade começa a se esvair e eu dou o fora (:
fui;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário