"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...

Ou toca, ou não toca." (Clarice Lispector)
"Eu me recuso a ser sócio de qualquer clube que me aceite como sócio." (Grouxo Marx)
"Repara bem no que não digo." (Leminski)
"Meu epitáfio será: Nunca foi um bom exemplo, mas era gente boa" (Rita Lee)

I am not but I am

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
essa metamorfose ambulante...

sábado, 19 de dezembro de 2009

Borboletas



Friozinho gostoso na barriga
como borboletas a voar
Suspiros taciturnos
quase irreparáveis, não fosse pelo movimento dos lábios

Simultaneamente aprecio e falo.
Falo sem parar e ponho-me a pensar
Onde deveria eu estar ?
Com quem ?
Ao lado dela ?
Ou fugindo de qualquer coisa com indícios de paixão arrebatadora ?
Não, claro que não
fugir nada resolve
fugir só faria aproximar-me
mais e mais

Quero.
Quero muito
Intensamente
Será que é sempre assim que o Amor chega ?
De mansinho,
leve e indulgente
Ou avassaladoramente ?
Dominando quem o tem, quem o sente
sem deixar frestas para um mínimo de razão
sem deixar que haja ponderação

O Amor,
digno e verdadeiro
talvez seja algo que eu também procuro há tempos
O Amor,
este talvez queira me surpreender agora
Aceito de bom grado.

Admiro mais uma vez
a Lua tão grandiosa e apaixonante
admiro-a hoje e sempre
em busca de fatos engavetados
visando refletir, clarear os pensamentos confusos
falando a si,
que um dia talvez o Amor que procuramos esteja tão perto que nós nem nos daremos ao luxo de piscar-lhe
com receio de que este seja apenas mais um amor,
sem relevância, sem importância
amor frívolo, leviano
Que seja.

Dou-lhe um lírio.
Um.
Sinto tamanha alegria e entusiasmo
Nada pode abalar esse momento,
nada e nem ninguém.
Beijo-lhe a face branca e macia
sinto que é esta ela
Sinto que é será minha.

Ah, as borboletas
imagine se elas falassem...
já teriam me entregado

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Inopinada

A porta está trancada
e lá ela está
lá dentro
Sozinha e calada
Como sempre...

Não é uma moradia,
mas um coração, uma mente
Eu vi, eu senti
que assim o é.
Está trancada nela mesma
por ela mesma

O mais árduo é a interação,
mantê-la é trabalhoso
mas cada esforço é compensado
Ela é tão, tão linda por dentro quanto por fora
mesmo com suas curvas bem torneadas
mesmo com suas panturrilhas inomináveis
mesmo com seu queixo estupefaciente
Seria como a Lua,
linda, luminosa e inatingível ?

Mas seu olhar é tristonho
como d'uma criança.
Infere-me melancolia...

Tudo o que nela não se vê
é encatador e excitante
Pergunto-me por que
E como toda pergunta vaga
sei que não terei resposta alguma...

Será que limita-se a dias subversivos e noites esparsas ?
Tão quieta
Tão distante
Fatalmente intimidador.

Perco-me. Ainda.
Não existe maneira ou circunstância
de "versificá-la"
Contudo, de três coisas não há dúvida:
É encantadora,
irresistível
e voluptuosa.