"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...

Ou toca, ou não toca." (Clarice Lispector)
"Eu me recuso a ser sócio de qualquer clube que me aceite como sócio." (Grouxo Marx)
"Repara bem no que não digo." (Leminski)
"Meu epitáfio será: Nunca foi um bom exemplo, mas era gente boa" (Rita Lee)

I am not but I am

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
essa metamorfose ambulante...

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Fecha-me

  Talvez se abrir não seja a melhor maneira de sermos conhecidos por alguém que gostamos. Sem dúvida isso deve assustar, principalmente quando confidênciamos algo tremendamente anormal - e exacerbando -. É, com toda a certeza, essa não é uma boa maneira de se "mostrar" verdadeiramente, talvez a melhor maneira, ou menos pior - WTF -, seja deixar as coisas acontecerem por si mesmas. Enfim.
  A intimidade é uma merda, uma afastadora, uma devastadora de sonhos nítidos e de possibilidades amáveis.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Exterminadores-da-Vida

O Sol brilha para todos.
Muitos desses inglórios seres
não deveriam ter direito nenhum a isso
Muitos desses seres jamais sentiram remorso
jamais tiveram dó, piedade
muitos desses seres repugnantes e semelhantes a nós nunca pensaram no próximo

Quando tudo acabar, como será ?
Será o fim ? Ou será o fim do fim ?

Por que ninguém faz nada ?
De que nos adianta ter presidente ?
Pra que a Bomba-Atômica ? Para que criar algo que se auto intitula como Exterminador-da-Vida ?

É tudo uma covardia,
é insanidade pura
e todos vêem,
mas não têm valentia de se impôr
de levantar a voz
de urrar que há uma oposição

Até quando isso vai durar ?
De que adianta continuar respirando e andando por aí
como se houvesse um novo dia, como se houvesse um amanhã
se, na verdade, nada disso é certo ?
"TUDO é relativo"
exatamente isso.

Tudo muda sempre, a cada segundo
vivemos sob a impermanência das coisas
não é ruim,
é excitante, é inovador
Já que vivemos sob a impermanência das coisas,
para que inserir mais incerteza ?

Tudo muda sempre,
mas quando isso vai parar ?
Quando eles vão tomar vergonha na puta da cara ?
Quando a última árvore for derrubada para fazer mais papel, mais móveis ?
Já temos papéis e móveis aos montes,
para que mais ?

O brilho do Sol
e o frescor da Lua
não deveria privilegiar a todos
a maioria são seres,
não vivem, apenas estão aí
a minoria de nós
é que existe de verdade, é que vive
É a minoria que faz a diferença,
que não engole desavença

É essa minoria que levanta a voz
e vai a luta
que agarra a briga com unhas e dentes
e vai de cabeça erguida
Ainda seremos nós a fazer alguma coisa
de verdadeira importância
porque - no caso do Brasil -, o Lula está aí,
mas NÃO FAZ PORRA NENHUMA.