"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...

Ou toca, ou não toca." (Clarice Lispector)
"Eu me recuso a ser sócio de qualquer clube que me aceite como sócio." (Grouxo Marx)
"Repara bem no que não digo." (Leminski)
"Meu epitáfio será: Nunca foi um bom exemplo, mas era gente boa" (Rita Lee)

I am not but I am

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
essa metamorfose ambulante...

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

pretérito

se não te tenho na pele, por outro lado a tenho constantemente nos pensamentos emaranhados. me julgando. me apontando. me culpando. me cuspindo palavras de bigorna.
as cenas de l'amour à vingt ans me parecem pesadamente longínquas, quase que um borrão, como se o tempo estivesse eternamente embriagado, uma explosão de encontros e emoções chapadas feat embaladas por uma onda made the scene, week a week/ day a day, hour a hour/ the gate is straight, deep and wide// break on through the other side/ break on through the other side.
quem disse que a infinitude é uma fenda fisicamente temporal e temporalmente longa?

posso sentir o abismo que se criou em picos tétricos elevadíssimos e com ventanias capazes de nos carregar like a plastic bag drifting through the wind. e o resquício desse vendaval não passa de um beijo mirado na testa, jogado de longe, o beijo da apatia.









"oh, life is bigger
it's bigger than you
and you are not me"

Nenhum comentário:

Postar um comentário