"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...

Ou toca, ou não toca." (Clarice Lispector)
"Eu me recuso a ser sócio de qualquer clube que me aceite como sócio." (Grouxo Marx)
"Repara bem no que não digo." (Leminski)
"Meu epitáfio será: Nunca foi um bom exemplo, mas era gente boa" (Rita Lee)

I am not but I am

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
essa metamorfose ambulante...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Beatriz

Pela silhueta do teu corpo, meu arquejo
Pela tua nobreza, meu desprezo
Por teu meigo sorriso, meus gracejos
A ti, meu amor

Se em teus olhos me perco, de lá almejo não mais sair
Ficarei por toda a eternidade, apenas na imensidão dos teus sonhadores olhos,
Perdida por vontade própria.
Sem água, sem pão
Alimentando-me de luz, de sonhos. Cores.

Imagino, cá com minha ignorância, se daria certo, duas pessoas tão diferentes e ao mesmo tempo, tão profundamente iguais.
Obsessão, fruto de minha platônica paixão ? Maysa Matarazzo me entenderia...

Inúteis. Todos inúteis, textos estes que escrevo.

Fadada à carnificina, às fraquezas da carne
Cedendo para a solidão,
Esquecida na escuridão,
E ela não tem fim.

A oportunidade, pendendo por um fino fio
Projetando para além de onde se origina, muito além.
Queria eu, ver meu passado inteiro
E nos futuros beijos teus, me mobilizar. Sensação sem igual.

Por ti desmorono
Por ti aqui estou:
Caída e indefesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário